• Grupo de Educação Multimídia

OFFSINAPOESIA VISUAL

Atualizado: Nov 10




PROPOSTA:


Offsina é uma disciplina, uma investigação, uma exposição permanente de poesia visual. A proposta é articular ensino, pesquisa e extensão na experimentação estética e expressiva, crítica e criativa de um modo prático de ler a tradição da poesia em imagem. Trata-se de uma oficina optativa oferecida pelo departamento de Ciência da Literatura da UFRJ e pelo laboratório de metodologias de ensino-aprendizagem em linguagem, o Grupo de Educação Multimídia - GEM/UFRJ. Essa ação se fundamenta na perspectiva do trabalho como princípio educativo, na tradução intersemiótica e na transcriação literária e visual. Por meio de projetos de leitura de obras canônicas da literatura com objetivos transcriativos espera-se realizar o que chamamos provisoriamente de uma hermenêutica produtiva.



EXPOSIÇÃO MORTE E VIDA SEVERINA:


Esta exposição se refere à 2ª edição da disciplina, oferecida em 2020. Baseados na proposta da Offsina, o objetivo dessa ação foi realizar uma leitura do poema "Morte e Vida Severina", publicada pelo poeta João Cabral de Melo Neto em 1955. Polemicamente relegada a segundo plano pelo próprio criador, essa criatura fruto da costura entre a cultura popular e a erudita, o campo e a cidade, o moderno e o arcaico, a seca e a lama, a música e a arquitetura da paisagem do sertão é uma síntese da jornada do Brasil na sua busca pela superação de um período decadente da experiência colonial rural. A cidade se contrapõe à Serra da Costela, "magra e ossuda" serra em que vivia Severino que migra para a cidade para fugir da morte que, tal como os cactos, espalham-se pelo sertão nordestino. Abaixo, é possível apreciar as expressões realizadas pelos estudantes e professores da disciplina ao longo do percurso da leitura do poema e do andamento do curso.


Atividade 01 - 1ª parte do poema: Severino se apresenta:


Nessa primeira parte do poema narrativo de Cabral, o personagem Severino se apresenta e justifica as razões de sua migração compulsória. A proposta feita aos participantes da oficina foi a de realizar uma sonorização com a duração de 1 minutos com fragmentos do texto.


1) Áudio produzido por Ana Luiza de Souza Bonnatte

2) Áudio produzido por Ariane Matos


3) Áudio produzido por Cláudio Jorge Alves de Jesus


4) Áudio produzido por Julie Amon Garcia


5) Áudio produzido por Maurício Barbosa Nunes


6) Áudio produzido por Fernanda Gabriela Coelho Silva


7) Áudio produzido por Paloma da Silva Barreto


8) Áudio produzido por Kelly da Silva Martins


9) Áudio produzido por Julie Dias


10) Áudio produzido por Marcelle Giannetti


11) Áudio produzido Luce Lucena


12) Áudio produzido por Patty


13) Áudio produzido por Helen Rosa


14) Áudio produzido por Mariana Santiago da Silva


15) Áudio produzido por Theo Vaz Ribeiro


16) Áudio produzido por Paulo Maia




Atividade 02 - 2ª parte do poema: encontro com irmão das almas:


Emigrando para o litoral, onde a ocupação urbana promete ser uma fuga da miséria no campo, Severino tem seu primeiro encontro com a morte. Uma dupla carrega um corpo para ser enterrado em um cemitério próximo. Depois de uma breve conversa sobre as razões da morte, ele segue seu caminho. O exercício proposto foi uma experimentação sequencial (visual ou audiovisual) a partir do diálogo.



1) Imagem produzida por Sophia Leonardo de Andrade





2) Imagem produzida por Julie Amon Garcia





3) Imagem 01 produzida por Fernanda Gabriela Coelho Silva



4) Imagem 01 produzida por Fernanda Gabriela Coelho Silva





5) Imagem produzida por Paloma da Silva Barreto





6) Imagem produzida por Julie Dias





7) Imagem produzida por Marcelle Giannetti





8) Imagem produzida Luce Lucena



9) Imagem produzida por Patty



10) Imagem produzida por Helen Rosa





11) Imagem produzida por Theo Vaz Ribeiro





12) Imagem produzida por Paulo Maia



Atividade 03 - 3ª e 4ª partes do poema: velório e diálogo com a carpideira na janela:



37 visualizações

ENDEREÇO:

Espaço Cultural João Cabral de Melo Neto

Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Cidade Universitária - CEP 21941-917
Rio de Janeiro - RJ

CONTATO: 

gem@letras.ufrj.br

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram